Segundo Ministério Público, 73% das casas de repouso não possuem licença da Vigilância Sanitária e alvará dos Bombeiros.

De acordo com estudos realizados pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP) grande parte dos Asilos, Instituições de Longa Permanência e casas de repouso para idosos no estado de São Paulo não possuem alvarás e licenças de funcionamento.

Das mais de 1543 instituições espalhadas pelo estado, 1141 não possuem laudos dos bombeiros e certificado de condições sanitárias adequadas.

No período de um ano (2015 à 2016) o aumento do número de idosos em Instituições de Longa Permanência registrado pelo MP foi de 13,2%. E com isso, crescem também, proporcionalmente o número de novas Instituições, na maioria das vezes privadas.

Com esses dados em mãos, o Ministério Público pretende reforçar a fiscalização e atendimento dos serviços prestados visando a qualidade e bem estar do idoso.

asilo-regularizado

DIGITE O TERMO QUE DESEJA PESQUISAR E APERTE ENTER