Perda de massa muscular na Terceira Idade

Perda de massa muscular na Terceira Idade

A perda de massa muscular na terceira idade, também conhecida como Sarcopenia, é uma condição médica resultante do processo de envelhecimento. As causas específicas da sarcopenia são, geralmente, deficientes em proteínas e alterações da concentração hormonal.

A partir de certa idade, mais especificamente acima dos 40 anos, ocorre um processo comum de perda de massa muscular no corpo, mas acima dos 60 é que a sarcopenia se torna clinicamente perceptível podendo fazer com que a pessoa perca de 1% a 2% da massa muscular por ano, e suas consequências interferem na vida do indivíduo, o incomodando no dia a dia em atividades simples.

Além da perda de massa muscular também ocorre a diminuição da força. São vários fatores que ocasionam esse processo: decréscimo do número de fibras musculares, atrofia das fibras musculares, sedentarismo, além dos fatores metabólicos, hormonais e outros. Há também infiltração de gordura entre as fibras musculares, tornando os músculos mais flácidos, menos definidos e com menor força contrátil.

Sintomas da Sarcopenia
São várias as dificuldades que a falta de massa muscular pode provocar na vida do idoso, como o desequilíbrio, a dificuldade para caminhar e para atividades como fazer compras, arrumar a casa, ou, até mesmo tomar banho e se levantar da cama.
À medida que a massa muscular atrofia é possível perceber tais situações e riscos:

  • o idoso tem maior risco de quedas;
  • apresenta a necessidade de andar com o apoio de alguém, uma bengala ou de cadeira de rodas;
  • mais dores pelo corpo, provocadas não só pelo desgaste dos ossos e articulações, mas também pela falta de músculos para ajudar na estabilização das juntas do corpo.
  • dificuldades para expandir a caixa torácica e para respirar amplamente ou tossir.
perdamuscular

Como evitar perda de massa muscular

A perda de massa muscular é um processo natural, que acontece em todas as pessoas a partir dos 40 anos. Se nada for feito para evitar a progressão dessa perda, a tendência é de que a pessoa chegue à terceira idade com um corpo muito frágil, encontrando dificuldades para tarefas diárias e com maior tendência a ter dores pelo corpo.

Para evitar a Sarcopenia, é muito importante adotar hábitos, como:

  • Praticar atividades físicas: força muscular e resistência, como musculação e pilates, caminhadas e corridas. Exercícios melhoram a circulação sanguínea e o desempenho do corpo;
  • Alimentação rica em proteínas: carnes, ovos e derivados do leite, estimulam o crescimento muscular, além de carboidratos, gorduras e calorias para dar energia, nas quantidades corretas, de preferência orientadas pelo nutricionista;
  • Evitar o uso do cigarro: o cigarro, além de alterar o apetite, compromete a circulação sanguínea e intoxica as células do corpo;
  • Beber água: beber cerca de 2 litros de água por dia, mantendo-se hidratado para melhorar a circulação, ritmo intestinal, paladar e saúde das células;
  • Evitar bebidas alcoólicas em excesso: este hábito, além de contribuir para a desidratação, prejudica o funcionamento de importantes órgãos do corpo, como fígado, cérebro e coração.

Como recuperar a perda de massa muscular
Quando já se tem perda de massa muscular é importante que se atente a recuperá-la logo, pois quanto maior a perda, maior a dificuldade de regeneração e piores os sintomas.

Para recuperar os músculos, é necessário um tratamento voltado para um ganho de massa magra, orientado pelo geriatra, em conjunto com outros profissionais como nutricionista, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e educador físico, com:

  • Treino de força com atividade física e fisioterapia;
  • Adaptação da casa para tornar mais fáceis as atividades do dia-a-dia e de lazer;
  • Ajuste de remédios que podem piorar o apetite ou contribuir para a perda dos músculos;
  • Tratamento e controle de doenças que podem prejudicar o desempenho físico do idoso, como diabetes, alterações intestinais ou do apetite;
  • Dieta rica em proteínas. Além disso, se for um idoso com fragilidade, também é importante ter uma dieta rica em calorias, orientada pelo nutricionista;
  • Medicamentos e hormônios, como terapia de reposição hormonal ou testosterona, apenas estão indicados em alguns casos necessários, sob orientação médica.

A perda de massa muscular pode ser retardada com atividades físicas constante e alimentação saudável independente da idade. Não há necessidade de treinos intensos e, sim, a repetição de esforços moderados, mantendo essa frequência por duas ou três vezes na semana. A alimentação deve ser rica em proteínas de qualidade, pois contribuem para a massa muscular.

Cuidar da saúde em qualquer idade é importante. Boa alimentação, exercícios físicos, exames de rotinas e acompanhamento médico, além conhecer seu corpo e os sinais de alerta que ele dá quando algo está errado ou diferente são hábitos que tornam a vida mais saudável e com menos chances de muitas doenças futuras.

Referências:

Portal R7 Saúde / Portal Boa Saúde

DIGITE O TERMO QUE DESEJA PESQUISAR E APERTE ENTER