Solidão na Terceira Idade

Idosos e a Solidão

A velhice é uma fase da vida de muitas perdas, sendo o desafio principal a capacidade de lidar com elas e ainda sim manter a qualidade de vida desejada. Não é uma tarefa fácil e infelizmente não são todos que conseguem se adaptar a isso fazendo com que esse desconforto da nova etapa da vida vire solidão.

A solidão é um inimigo que trabalha em silêncio na vida de muitos e principalmente nos idosos. É influenciada por determinantes sociais, pessoais e situacionais. Caracteriza-se pela falta de ter uma rotina de trabalho, pois chega a então aposentadoria, alteração nas relações familiares e sociais em geral, mudanças físicas e psicológicas,  o agravamento de dores ou descobertas de doenças, o cansaço, entre outros.

Solidão Em Idosos

As consequências da solidão

A solidão influencia na saúde cerebral e se assemelha com as consequências do estresse crônico. Ambos provocam respostas negativas no sistema endócrino e no sistema imunológico fazendo com que o organismo fique mais vulnerável a desenvolver diferentes doenças.

Os efeitos negativos da solidão são mais diretos em idosos também pela diminuição da capacidade de resistência fisiológica, ou seja, a capacidade de adaptação do organismo à condições adversas.

Esse problema prejudicial para a saúde mental e física trabalha silenciosamente trazendo muitos problemas:

  • A depressão;
  • Perda da vontade de sair e se exercitar;
  • Maus hábitos alimentares e sedentarismo;
  • A falta de interação social aumentando as chances de sofrimento com doenças degenerativas, como o Alzheimer;
  • Dentre muitos outros problemas de saúde.

A Importância das Relações Sociais para Idosos

Quem não se sente bem tendo apoio e alguém sempre ao lado, compartilhando histórias com amigos, se divertindo com a família, se sentindo parte de algo ou de algum lugar? Pois bem, com idosos não é diferente e se torna ainda mais necessário para que encarem as mudanças mais facilmente.

Manter a família sempre por perto, esse tipo de companhia faz com que as pessoas se sintam mais amadas e seguras, aumentando a confiança e vontade de manter uma rotina saudável.

Exercícios físicos são muito importantes em todas as idades, e se feitos coletivamente é ainda melhor para o idoso. Conhecer novas pessoas, manter a mente e o corpo ativos são fundamentais para manter a autoestima e bem estar contínuo.

Atividades interativas, ocupacionais, passeios, caminhadas, visitas a amigos, viagens, tudo isso não é e nem deve ser restrito a idosos. A vida fica ainda melhor quando se sente segurança e autoconfiança, quando se compartilha momentos e risadas e quando se percebe que não está sozinho para enfrentar todas as adversidades que virão pela frente.

Referências:

www.psicologiasdobrasil.com.br

www.portaldoenvelhecimento.com.br

Visite a Estância Vale Verde

visite-a-estancia-vale-verde

DIGITE O TERMO QUE DESEJA PESQUISAR E APERTE ENTER